Coisas que irritam


Sempre que meu marido ou amigos ficam soltando muita abobrinha (não, não são estúpidos… são aobrinhas propositais), eu digo: ‘Hoje você está especial, né?’.

Pois bem, parece que hoje especial estou eu.

Gastei 35 anos da vida para entender que uma pessoa obesa, pode sim, se gostar. Eu me atrevo até a dizer que há obesos que conseguem ter autoestima elevada e simplesmente “não ligarem” com o sistema.

Estou me achando idiota por não conseguir juntar 2+2 antes. Mas meus “sensores” de culpa, insistem em dizer que isso é apenas autoengano.

P.S.: A nova ortografia tá me matando.

No final de 2009 compramos um modem 3G da OI, pois eu queria utilizá-lo para trabalhar da casa dos meus pais (que não tem internet rápida lá).

Desde a compra, foi um parto. Tanto foi duro que tivemos que colocar no nome do meu marido, porque quando eu levei os documentos para cadastro no meu nome, não havia todos os documentos, e em dia, quando fui levar o resto da documentação na loja, sei lá qual foi o pepino que não aprovaram meu cadastro.

Mas era minha única opção na época, visto que as outras operadoras não cobriam Alfenas, em Minas.

O sinal lá era bom, e me foi útil.

Mas o atendimento da OI é uma das coisas mais péssimas que existe.

Quando você consegue que a ligação não caia antes de ser atendido, quando digita o número do seu chip fala que não é válido. E quando consegue que seja válido, não cai no setor , porque a URA deles não agüenta o transbordo. Quando é atendido demoram 5 minutos para gerar um número de protocolo para depois avisarem que não é o setor correto e que você vai ter que ligar de novo. E o cancelamento? Bem… o cancelamento é algo quase impossível de se atingir. Se você vai até uma loja OI, eles te colocam numa cabine telefônica, para ligar na mesma central. Só que dessa vez dá certo.

O serviço 3G era bom? Era sim. Mas eu não pensei duas vezes em querer cancelar quando ví que outra operadora agora atende lá também e por preços menores.

Até quando as empresas não vão entender que hoje um consumidor que manda em sua marca? E não ao contrário?

OI? TCHAU MESMO!

Se a NET me deixou nervosa,  ficando em terceiro lugar na minha ATUAL lista de coisas que irritam, o segundo lugar fica com o Artigo 331 do Código Penal. É aquele que  a gente vê nas plaquinhas penduradas em repartições públicas dizendo:  “o desacato ao funcionário público no exercício de sua função ou em razão dela é crime cuja pena prevê multa ou detenção que varia de seis (6) meses a dois (2) anos de detenção”.

Peraí… tá certo que eu fui investigar, e há uma peculiaridade para o “réu”ser condenado. O desacato tem que ficar claro como sendo diretamente ligado a função do sujeito desacatado, e não a ele mesmo. Ou qualquer coisa que o valha.

Agora,  qualquer um pode ser diretamente desacatado, ou talvez, por sua função. E eu acho que respeito é bom para todo mundo… todo mundo mesmo!

De modo que a tal lei me irrita…seja aplicada pela ofensa ao sujeito,ou seja aplicada por conta da ofensa à função que ele exerce.

Mesmo porque… funcionário público ou não, a pessoa “correta”, será assim  em qualquer função que exerça. E por correto eu coloco aqueles que valorizam seu próprio trabalho, que tratam seus “clientes” de maneira respeitosa, que não usam do “jeitinho” para ter vantagens financeiras ou qualquer outra que não seja merecida.

(mais…)

Se eu tivesse uma lista de coisas que me irritam demais, ligar para SACs (Serviços de Atendimento ao Consumidor), CACs (Centrais de Atendimento ao Consumidor), Centrais de Suporte, etc., com certeza, levaria o terceiro lugar.

O meu pesadelo, ultimamente, tem sido a NET. Os sinais de Virtua e NetFone na minha região andam falhando muito, e o NetFone, em especial, quando funciona*, apresenta interferências, cai no meio da ligação… enfim… eu gosto de falar, sabe? E não gosto de coito interrompido, entendem?

Só neste mês, já aconteceu duas vezes. Durante quatro dias na entre os dias 2 e 6, e nesta semana, nos dias 22 e 23.

(mais…)