janeiro 2010


Ontem eu acordei às 6:10 da manhã mais ou menos. Espontanemamente. Nem foi a Norah que me acordou miando na minha cabeça. Embora fosse sábado e eu adore dormir, eu não fico chateada de andar despertando cedo assim, porque eu vou alí na minha varanda, o dia que tem sol, vejo o sol saindo… o dia que tá nublado, eu admiro a chegada da chuva, coisas assim. E acabo achando desperdício querer voltar para a cama sabendo que o que dormí já deu.  Tá fazendo então mais ou menos 26 horas que tou acordada sendo que, as últimas 8, acompanhando uma mudança de sistema já prevista no meu cliente, cuja expectativa era durar apenas 1 hora. Mas eu já sabia!

E entre uma espera e outra, vou alí pesquisar coisas de Scrap, entro em um ou outro blog de amigos… e enquanto os técnicos falam no chat que só querer colocar a tal aplicação no ar para poderem ir dormir, eu tou aquí, pilhada… procurando na TV algo que me distraia…

… desliguei a TV.

O Namorido ronca lá no quarto, e Norah, que ficou acordada me rondando a noite inteira, se rendeu e está dormindo aquí do meu lado. E eu penso se não deveria chegar bem perto da orelha dela e começar a miar… e se ela não me der atenção, se eu devo dar mordidinhas na patinha dela, como ela faz com a minha mão. Resolvo que é melhor não. Porque se ela acordar e me fizer um carinho com seu fucinho gelado no meu pescoço, como ela gosta de receber, eu não vou saber sair correndo pelo corredor e virar uma cambalhota, como ela faz, de alegria por me ter ao seu lado. E então, qual seria a recompensa que eu daria a ela por ter sido acordada?

Eu deveria estar dormindo, para quando meus amores acordarem, eu não estar com sono, e poder curtí-los e dar atenção como eles me dão (O Eliman também, virou noite comigo…ficou do lado até 5 da manhã…mas se rendeu antes).\Mas com o trabalho cumprido, com o silêncio quebrado apenas por alguns Bem-te-vis (é assim o plural?) e os primeiros (e poucos) ônibus rondando a cidade, eu quis apenas registrar todas essas impressões, para que um dia eu possa voltar e ler aquí… porque está gostoso.

Porque é bom saber que tenho minha varanda com uma vista linda. É bom ouvir o ronco do meu bem lá no fundo. É bom ouvir o miado da Norah a cada manhã, e nessa, em particular, vê-la dormir do meu lado. É bom sentir a brisa suave entrando alí pela porta.

É bom saber que faço parte disso tudo. É bom saber que nós três, a despeito de todo concreto e material à nossa volta, formamos um lar.

Anúncios

Alice, como diz o link de um álbum que o papai e a mamãe orgulhosos criaram para ela, é a “menina mais linda” .

Jana, mamãe de Alice e minha amiga querida, daqui uns dias volta a trabalhar, depois da licença maternidade, e eu fiz este Mini- Álbum (depois da Babi ensinar como fazê-lo em um PAP no Scrapdiary), para que ela possa levar Alice na bolsa, para qualquer lugar, e mostrar, orgulhosa, essa belezura!

E eu sou uma tia postiça muito boba, porque quando vamos visitá-la, Alice fica só paquerando meu noivo, e nem dá bola para mim, não importa quantas macaquices ou vozinhas ridículas eu faça!

Feito com papéis ScrapDiary, fitinhas do armarinho do centro da cidade, alguns botões e embellishments/die cuts não lembro de onde.  As letras do título eram brancas, de EVA. Fiz o título justamente pensando no mesmo título do álbum digital de Alice.

Só que não dava para colocar tudo, porque, afinal, a frase é grande e o álbum é Mini.

Mini Álbum Alice - Interior Álbum

Mini Álbum Alice - Lombada

Mini Álbum Alice - Lombada

Esta caixa de chá eu resolví fazer como experiência.
Usei um kit craquelê para a tampa da caixa em MDF. A caixa já tem uma tampa própria para arte francesa, mas ao invés disso, fiz uma decoração em scrapbook.

Caixa de Chá, Tea Box

Caixa de Chá (Tea Box) em MDF e Scrap

Usei flores em chipboard da Tok & Crie, e usei o negativo do chipboard para cortar mais flores em papéis variados. Usei cola glitter para fazer os detalhezinhos no meio dos botões e na moldura do título (como base, usei uma tag de um papel de um dos Kiss da ScrapDiary). Vários botões (que gosto muito de usar nos meus LOs.

Caixa de Chá - Tea Box

Eu gostei bastante do resultado.

Hoje estou postando a foto de uma página de scrapbook que fiz, com uma foto de 2008 da nossa visita ao Estúdio do Maurício de Sousa.

Neste LO, usei papel e botões da Kiss da Scrapdiary (que aliás, está fazendo 5 anos! Se tem interesse por scrap, entre lá, tem muitas, muitas dicas úteis e tanto a Paola quanto as participantes do site são muito receptivas e sempre ajudam a gente!).

Usei um cardstock verde como base, os desenhos da Mônica e Cebolinha que peguei da internet, impressos em cardstock branco. Fita e alguns embellishments (enfeites) em cardstock amarelo (que não lembro a marca).

Visita Maurício de Sousa

Eu já fiz outra, com o mesmo tema , para fazer parte do nosso álbum (que comecei também em 2008 e dei de presente para meu noivo).

Aos poucos vou retomando as nossas fotos, e colocando mais páginas no álbum.

Estou  trabalhando em outros projetinhos, em paralelo. Logo coloco fotos aquí também.

Eu quero aprender muito dessas técnicas de scrap…e na verdade já tenho produzido umas coisinhas legais.

Minha intenção é realmente começar a aceitar encomendas… apenas o primeiro passo de um projeto mais ousado para o futuro.

Usei papel e botões da Kiss da Scrapdiary (que aliás, está fazendo 5 anos! Se tem interesse por scrap, entre lá, tem muitas, muitas dicas úteis e tanto a Paola quanto as participantes do site são muito receptivas e sempre ajudam a gente!).

Usei um cardstock verde como base, os desenhos da Mônica e Cebolinha